Prefeitura e consulado se unem para implantar idioma italiano nas escolas municipais

WebMaster 11 de agosto de 2017

Além dessa nova iniciativa, os alunos da rede municipal de ensino já contam com as aulas da língua inglesa

A Prefeita Beti Pavin, acompanhada dos secretários municipais, recebeu o cônsul-geral da Itália, Raffaele Festa para tratar do Projeto de Língua Italiana nas escolas municipais.

A Prefeita Beti Pavin, acompanhada dos secretários municipais, recebeu o cônsul-geral da Itália, Raffaele Festa para tratar do Projeto de Língua Italiana nas escolas municipais.

Durante a reunião o cônsul propôs realizar o projeto de resgate da cultura a partir do próximo ano - em uma escola piloto.

Durante a reunião o cônsul propôs realizar o projeto de resgate da cultura a partir do próximo ano – em uma escola piloto.

A Prefeita Beti Pavin recebeu na tarde desta quinta-feira, 10, o cônsul-geral da Itália (Paraná/Santa Catarina), Raffaele Festa para tratar do Projeto de Língua Italiana nas escolas municipais, principalmente, onde a comunidade italiana é maior e mais tradicional. Lembrando que município de Colombo é a maior Colônia Italiana do Estado do Paraná.

A Prefeita que possui raízes italianas ficou feliz com a visita e também pelos pequenos colombenses serem os escolhidos para este importante projeto.

“Ao inserir aulas de italiano nas escolas – possibilitará uma grande oportunidade para as futuras gerações de terem acesso a mais um idioma gratuitamente em nosso município”, disse a prefeita. Beti também lembrou que “Lá em 2003, na minha segunda gestão, eu tive a grata satisfação de inserir o idioma inglês no cotidiano de dez mil alunos, do 3º ao 5º ano – das 45 escolas da rede municipal de ensino do município”.

Durante a reunião o cônsul propôs realizar o projeto de resgate da cultura a partir do próximo ano – em uma escola piloto. “O projeto visa levar o ensino da língua italiana não apenas pelo seu caráter humanista, mas também profissional. Vamos também disponibilizar os materiais didáticos aos alunos”, ressaltou Raffaele Festa.

Entre os locais cogitados para receber o projeto estão as Escolas Municipais Cristóvão Colombo, no Centro e João José Gasparin, no Poço Negro – que concentram a maioria dos descendentes de italianos de Colombo.  “Mas logo queremos expandir para as outras escolas a diversidade cultural e democratização do saber para os nossos alunos. Assim serão cidadãos com uma ampla visão e um vasto conhecimento cultural, além de poderem utilizar o idioma, para no futuro, arrumar emprego”, disse a Beti.

Também participaram da reunião os secretários Marcio Strapasson – de Esporte, Cultura, Lazer e Juventude e Antonio Ricardo Milgioransa – de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho, a diretora do Departamento de Cultura, Rita Straioto e a assessora do cônsul-geral da Itália, Rita Bernardini.

Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: João Senechal/ PMC